Acessibilidade 5 Alto contraste 6

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Notícias

Resultado do primeiro inquérito epidemiológico Covid-19 realizado em Benedito Novo, revela que dos 400 testes realizados somente 3,5% das pessoas testadas já teve contato com a doença.

COVID-19 - Publicado em 28/10/2020 às 10:36 - Atualizado em 28/10/2020 às 10:36


Créditos: PMBN Baixar Imagem

No último fim de semana a Secretaria de Saúde realizou 400 testes do novo coronavírus nas Unidades de Saúde de Benedito Novo. A iniciativa teve por objetivo descobrir se frente à recente queda na curva de transmissão comunitária na cidade , deve haver uma preocupação com um novo pico de infecção no município.

Os resultados demostraram que mais de 3% da população já teve contato com a doença . No entanto, as conclusões da investigação, podem ser considerados subestimadas, devido à margem de erro presente em todos os testes de rápido do coronavírus. Segundo a Comissão de Enfrentamento (COVID 19) não há evidências de alcance de imunidade entre a população, por isso as medidas de segurança frente à pandemia permanecem fundamentais para evitar um novo surto da doença.


Conclusões do primeiro inquérito epidemiológico

Ao testar indivíduos com sintomas de gripe, naturalmente encontramos mais casos ativos de Covid-19, já que buscamos a doença naqueles com a maior probabilidade de possuí-la. Mas, neste caso, os munícipes foram distribuídos aleatoriamente pela cidade, e atuam nas mais diversas profissões, estes, receberam então a oportunidade de descobrir, se possuem sinais de cura da doença, e não estão com sinais da doença ativa tal como temos buscado nas realizações de testes anteriores. Qual seria o resultado esperado ao saber que acabamos de passar por um surto de Covid-19?
Será que o número real de doentes foi maior que o contabilizado? Precisamos nos preocupar com novos surtos da doença no município? Essas e outras perguntas motivaram a realização desse levantamento.
Sabemos que a doença não se manifesta da mesma forma em todas as pessoas, os sintomas variam desde casos completamente sem sintomas, ou com sintomas tão brandos que o próprio paciente não percebe a necessidade de buscar atendimento e acaba disseminando a doença sem saber. Por outro lado, há casos graves que requerem internação hospitalar e medidas intensivas de cuidado. Antes da execução deste inquérito conhecíamos somente o perfil daqueles que buscaram assistência médica, e agora temos informações para avaliar todo o município.
Dos 400 munícipes que foram testados nos dias 24 e 25 de outubro, 39 não compareceram às Unidades Básicas de Saúde e foram todos substituídos por suplentes, os quais residem na mesma microárea do munícipe faltante. Em 400 testes, 14 deles obtiveram resultado reagente para anticorpos contra Covid-19, o que significa que aproximadamente 3,5% da população já teve contato com a doença no município.
Se trabalhássemos somente com os dados de pacientes que buscaram atendimento e foram testados, descobriríamos que os 153 pacientes Covid-19 positivos que temos atualmente no nosso boletim diário representam aproximadamente 1,38% da população de Benedito Novo. A partir dessa investigação podemos aferir que a quantia real de casos está subestimada, e esse achado era esperado, e, ainda de está de acordo com o relato de outros municípios.
Os bairros com maior número percentual de casos positivos são, Alto Benedito, com 5,49% dos munícipes apresentando resultado reagente, e o Centro, com 3,98%. Já os bairros com menor número de casos foram Santa Maria, com 1,6%, e Barra São João que teve zero testes reagentes. Os motivos dessa discrepância entre número de casos por bairro são multifatoriais, e frente a esses resultados é possível identificar onde precisamos intensificar o cuidado e a vigilância.
Reconhecemos as diversas limitações que devem ser consideradas no momento em que avaliamos os resultados, e duas delas se destacam: a primeira é a amostra pequena, que apesar de ser representativa está no limite inferior do aceitável; e a segunda é a sensibilidade do teste rápido, que é sabidamente baixa e permite um maior número de resultados falso-negativos (todos os testes rápidos não podem ser considerados 100% eficazes). Com uma baixa sensibilidade, sabemos que diversos pacientes que receberam laudo como negativo(não reagente) são indivíduos já expostos ao vírus e que possuem sim imunidade contra a doença, porém o teste não foi capaz de detectá-la, o que também contribui para subnotificar e subestimar casos de Covid-19.
Apesar dessas limitações, acreditamos que não há evidência de que alcançamos imunidade comunitária, e novos surtos de Covid-19 podem voltar a ocorrer no município. As medidas de higiene e distanciamento social recomendada desde o início da pandemia permanecem FUNDAMENTAIS para evitar o retorno da doença.

A Secretaria de Saúde parabeniza tanto a população de Benedito Novo, como os profissionais da saúde que atuaram nessa tarefa. Todo o esforço e o planejamento teriam sido em vão caso alguns poucos munícipes faltassem e não fossem substituídos, mas graças ao empenho de destes, foi possível realizar todos os 400 testes planejados.

 

Fonte : Secretaria de Saúde de Benedito Novo


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar