• ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

  • ---
  • Máx: ?
  • Min: ?

Município

Nativos

Publicado em 14/11/2014 às 08:20 - Atualizado em 19/02/2019 às 10:44

Os povos nômades se estabeleceram nas terras sul americanas aproximadamente há 50 mil anos a.C. Estes povos se ramificaram, criando vários povos diferentes, que ao longo do tempo, criaram tradições próprias.


Nas terras que atualmente chamamos de Santa Catarina, jaziam dois povos distintos, que mantiveram disputas entre si pelo domínio dos campos do planalto e dos bosques de pinheiros. Sendo que no interior dos vales litorâneos, na costa do planalto e do próprio planalto predominaram os Botocudos (o nome Botocudos se deve ao fato de possuírem um enfeite labial do cerne das árvores; também conhecidos por Xocleng). No litoral, predomina a nação Tupi-Guarani.


Os nativos de nossa região forram erroneamente denominados índios. Nossos nativos erram nômades, não possuíam local fixo. Era um povo extremamente sábio, conhecia o uso de plantas medicinais, a técnica da cerâmica, da produção de bebidas fermentadas, seus instrumentos de caça e pesca tinham um estilo próprio, eram requintados no estilo.


O contato com o homem branco, imigrante e desbravador não foi pacífico. Bugreiros, como eram conhecidos os "abridores de trilha" que acompanhavam os imigrantes, começaram a afugentar os nativos, massacrando milhares de nativos com o apoio do governo, já que era para a segurança dos colonos.

 

Kozy Kupli - Pedra Branca

A região de Benedito Novo, Doutor Pedrinho e Rio dos Cedros era conhecida como Kozy LA - Pedra pintada. Benedito Novo, era chamada de Kozy Kupli. Chamada assim, devido a fartura de um tipo de pedra branca. Como sua fricção produzia faíscas utilizadas para obtenção do fogo, era considerada sagrada, devido sua importância.

 

Curiosidades

Antigos moradores de Benedito Novo relatam fatos do contato entre nativos e o homem branco. Poucas vezes pacíficos, alguns tratam inclusive de genocídio:

Em Liberdade, nativos invadiram uma casa de colonos, os expulsando-os. Fizeram uma fogueira no assoalho da casa para assar a carne. Passaram a noite na residência e logo cedo voltaram à mata sem retornar à residência.

Em São João , uma tribo de nativos dormia ao relento com a cabeça para alto em cima de troncos ou pedras. Ao amanhecer o bugreiro Otto Schulcart deu um tiro ao alto e mais um tiro no líder da tribo - sem o líder os integrantes do grupo se perdiam. Para economizar munição, o resto da tribo era massacrada com facão. Cortavam a cabeça facilmente devido a maneira que dormiam.

Outra técnica utilizada era a da aproximação: faziam amizade levando bebidas alcoólicas para embebedar os nativos. Ao amanhecer, eram mortos a golpes frios e calculados de facão, pois os índios estavam sem força para poderem se defender.